Estratificado Pavimentoso Queratinizado - Tecido Epitelial

................................................................................................................Torquatto, E.F.B.; Lima, B.; Brancalhão, R.M.C.; Guedes, N.L.K.O.¹

.........O tecido epitelial é derivado dos 3 folhetos germinativos (ectoderme, mesoderme e endoderme).  A ectoderme origina a epiderme e o seus anexos  (pelos e glândulas mucosas) e o epitélio de revestimento das cavidades nasais, bucal e anal; a mesoderme origina o epitélio de revestimento dos vasos sanguíneos e do sistema urogenital; e a endoderme da origem ao  epitélio de revestimento e glândulas do trato digestório, com exceção da cavidade oral e anal. Quanto a sua organização, o tecido epitelial é constituído por células poliédricas justapostas com pouca matriz extracelular. As células epiteliais se aderem firmemente umas às outras por meio de junções intercelulares (zona de oclusão, de adesão, desmossomo), possibilitando a formação de folhetos. Essa organização celular proporciona ao tecido o revestimento de superfícies externas e das cavidades do corpo. Entretanto, muitos epitélios apresentam funções associadas, como absorção de moléculas, secreção, percepção de estímulos e contração. Os epitélios são avasculares e assim, são nutridos por difusão dos vasos sanguíneos do tecido conjuntivo subjacente. Quase sempre, os epitélios e seus derivados estão separados dos tecidos conjuntivos por uma delgada camada acelular, a membrana basal. Os epitélios apresentam alta capacidade regenerativa e, como geralmente não se distingue os limites entre as células epiteliais por meio de microscopia de luz, a forma dos seus núcleos dá, indiretamente, uma ideia da forma das células. As formas e posições ocupadas pelos núcleos celulares orientam, ainda,  a classificação morfológica dos diferentes tipos de epitélios. Didaticamente, os epitélios são divididos em epitélios de revestimento e epitélios glandulares, porém essa divisão é arbitrária, pois há epitélios de revestimento nos quais todas as células secretam (estômago), ou epitélios com células glandulares espalhadas entre as células de revestimento (células mucosas no intestino e traqueia).

Bibliografia utilizada:

CARVALHO, Hernandes, F.; COLLARES-BUZATO, C, B. Células: uma abordagem multidisciplinar. Barueri-SP: Manole, 2005.

DI FIORE, M. S. H. Atlas de histologia. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000. 229 p.

GARTNER, Leslie P; HIATT, James L. Atlas colorido de Histologia. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

JUNQUEIRA, L. C.; CARNEIRO, J. Histologia básica: texto e atlas. 12. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013, 556 p.

KIERSZENBAUM, B. L. Histologia e biologia celular: uma introdução à patologia. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012. 720 p.

OVALLE, W. L.; Nahirney, P.C. Netter. Bases da Histologia. Edição Única. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

¹ Como citar:

  • Nas referências: TORQUATTO, E.F.B.; LIMA, B.; BRANCALHÃO, R.M.C.; GUEDES, N.L.K.O. Tecido epitelial, 2016. Disponível em: . Acesso em: 16 de jul. 2016. (conforme data de acesso ao site);
  • No texto: Torquato et al. (2016) ou (TORQUATO et al., 2016).
De Revestimento...
Tecido Epitelia...
 
Exibir # 
 
 
Powered by Phoca Gallery


Fornecido por Joomla!. Designed by: joomla 1.5 themes php web hosting Valid XHTML and CSS.